Cidadania

Tesla retoma exploração madeireira na Alemanha para o próximo Gigafactory – Quartz


Da nossa obsessão

A humanidade precisa de novas maneiras de se mover de maneira sustentável.

Apesar dos protestos ambientais, a Tesla, com suas credenciais ecológicas e o CEO Elon Musk, apaixonado pelo sol, recebeu autorização nesta semana para arar uma floresta perto de Berlim para sua próxima Gigafactory. Ontem aprendemos que a remoção da árvore está progredindo muito bem.

Em novembro, a fabricante de carros elétricos anunciou planos para construir uma Gigafactory em Gruenheide, no estado oriental de Brandemburgo, nos arredores de Berlim. Traria 12.000 empregos e foi elogiado como um voto de confiança na Alemanha.

Mas centenas de manifestantes protestaram contra o que dizem ser uma ameaça ao meio ambiente local, e o projeto acabou sendo interrompido. Nesta semana, um tribunal rejeitou os esforços dos ambientalistas para interromper o desmatamento, com uma decisão final.

Ontem, ativistas que se autodenominam "piratas das árvores" (lema: "Suba com as árvores, suba com o capitalismo") disseram que estavam ocupando a floresta para impedir que a empresa americana seguisse em frente com seus planos.

Enquanto a Tesla declara em seu site que "está comprometida com a melhoria do ambiente natural próximo à fábrica" ​​e tem como objetivo "replantar uma área três vezes maior que o lote da fábrica", o grupo ambientalista parecia insatisfeito e Ele disse em comunicado ontem: "A fábrica está aqui principalmente para a construção de veículos utilitários esportivos. Carros esnobes que matam pessoas".

Como a Tesla continua a expandir sua frota de carros elétricos, esta será sua primeira fábrica européia de carros e baterias. Possui outras grandes instalações de produção na Califórnia e na China.



Fonte da Matéria

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar