Cidadania

O polêmico índice de sustentabilidade Higg está suspenso — Quartz

O Higg Index, um dos sistemas de classificação de sustentabilidade mais conhecidos da indústria da moda, foi alvo de constantes críticas este mês. Um artigo do New York Times chamou o índice de muito favorável a materiais sintéticos feitos de combustíveis fósseis; o Intercept investigou as controversas ligações da métrica com o fast fashion; e a Autoridade Norueguesa do Consumidor proibiu seu uso (link em norueguês) em marketing para consumidores.

Agora, a organização que supervisiona as classificações está suspendendo sua parte voltada para o consumidor e acelerando uma revisão independente dos dados e da metodologia do sistema.

O que é o índice de Higg?

O Higg Index é um conjunto de ferramentas amplamente utilizado criado para a indústria da moda avaliar a sustentabilidade dos materiais utilizados em seus produtos. Foi criado em 2011 por um grupo de pesos pesados ​​da indústria, incluindo H&M, Walmart, Nike, Levi’s e Patagonia. É mantido pela Sustainable Apparel Coalition (SAC) e seu parceiro de tecnologia Higg. O SAC tem cerca de 250 marcas associadas.

En 2021, se creó una parte de la suite Higg orientada al consumidor, que permite a los compradores ver el impacto ambiental de artículos individuales, incluida la comparación de las emisiones de gases de efecto invernadero, los combustibles fósiles, el uso del agua y la contaminação da água. Esse esforço orientado ao consumidor foi descontinuado em 27 de junho.

Quais são as críticas ao índice de Higg?

O índice foi criticado em várias frentes:

🍃 O sistema favorece tecidos sintéticos, que são feitos de combustíveis fósseis, posicionando-os como mais sustentáveis ​​do que os tecidos naturais. Os materiais sintéticos são o principal material da indústria da moda rápida. O SAC diz, no entanto, que comparar esses materiais não é o que a ferramenta deve fazer.

📈 Não há transparência nos dados subjacentes. O acesso a alguns dados está disponível apenas para empresas que pagam uma taxa.

🤝 Seus laços com a indústria da moda são muito fortes. Muitos dos membros fundadores do índice e membros do próprio SAC são grandes marcas de moda. Isso pode diminuir a disposição da coalizão de criticar marcas de baixo desempenho, já que essas empresas também as financiam.

🛍 pode ser enganoso. Foi isso que a Autoridade do Consumidor Norueguês (NCA) decidiu em 16 de junho, quando proibiu o uso (norueguês) do índice em marketing e emitiu um aviso à H&M para coibir seu uso em seu site. “O SAC não deve permitir que seus parceiros usem o Higg MSI para fins de marketing para consumidores”, escreveu a autoridade do consumidor ao SAC após sua decisão.

🗑 A análise de impacto ambiental não inclui o ciclo de vida completo de um artigo. Não segue uma roupa da fazenda (ou um poço de petróleo), passando pela fabricação e uso, até a pilha de lixo. Inclui apenas o impacto dos materiais até que a produção do tecido seja concluída. Também não inclui fontes importantes de emissões, como o esterco usado na lavoura.

O problema com programas de certificação como o Higg

À medida que a indústria da moda avalia seu papel na crise climática e os consumidores se tornam mais conscientes com o meio ambiente, os programas de certificação estão aumentando. O índice Higg pode ser um dos mais usados, mas está longe de ser a única iniciativa de sustentabilidade que os críticos dizem que realmente distrai das preocupações ambientais da moda.

“Certificação em geral é meio que uma falsa promessa, e é essa licença para fazer greenwashing,disse George Harding-Rolls, gerente de campanha da organização sem fins lucrativos Changing Markets Foundation.

Programas de certificação como o Higg Index muitas vezes banalizam o número de mudanças que a indústria da moda deve fazer para se tornar sustentável.

“Eu aprecio o escrutínio do Higg, mas não estamos falando de superprodução, não estamos falando sobre o modelo de negócios fundamental que [fashion brands] eles existem”, diz Harding-Rolls. “[Certifications are] como moscas ao redor de um cavalo morto. É uma distração e precisa haver uma conversa mais séria sobre mudanças sistêmicas e não apenas esses pequenos remendos.”

Source link

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo