Cidadania

Pelo menos 49 pessoas morreram em um incêndio de contêiner em Bangladesh – Quartz

Um incêndio em uma instalação de contêineres desencadeou uma série de explosões na noite de sábado, horário local, matando pelo menos 49 pessoas em Bangladesh e ferindo pelo menos 150. O acidente ocorreu perto de Chattogram, o principal porto de Bangladesh.

As explosões, que envolveram contêineres, incluindo aqueles que armazenam produtos químicos, causaram vítimas e danos às pessoas que vivem na área circundante, que é densamente povoada. O exército juntou-se às autoridades locais para tentar extinguir o incêndio, enquanto o número de feridos continua a aumentar. As autoridades teriam sido incapazes de contatar imediatamente os proprietários das instalações ou quaisquer representantes, destacando a falta de responsabilidade em torno dos acidentes industriais no país, que consistentemente está entre os mais mortais para os trabalhadores.

O pior país para ser trabalhador

De acordo com o Global Right Index, um ranking da Confederação Sindical Internacional com base em parâmetros compartilhados pela Organização Internacional do Trabalho das Nações Unidas (OIT) sobre direitos e segurança dos trabalhadores, Bangladesh é um dos 10 piores países do mundo para ser um trabalhador.

Quase uma década atrás, depois que o colapso do Rana Plaza nos arredores de Dakha matou 1.134 pessoas, os fornecedores internacionais aumentaram a pressão sobre os fabricantes locais para fornecer ambientes seguros aos trabalhadores. No entanto, Bangladesh dificilmente melhorou sua posição em relação à segurança no local de trabalho. Em 2021, mais de 500 pessoas morreram no país em cerca de 400 acidentes de trabalho.

Apesar de algum progresso na indústria do vestuário, os esforços gerais para tornar Bangladesh um país seguro para os trabalhadores ainda não mostraram resultados dramáticos. De fato, as mortes no local de trabalho aumentaram na última década, juntamente com o aumento da produção industrial do país, de acordo com um relatório da OIT. Em 2000, cerca de 35.000 pessoas perderam a vida no trabalho em Bangladesh, ou 27,6 por 100.000 pessoas; em 2016, quase 50.000 o fizeram, ou 31,2 por 100.000 pessoas. O número de anos de vida perdidos devido a mortes no local de trabalho aumentou de 2,1 milhões em 2000 para 2,6 milhões em 2016.

Source link

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo