Cidadania

Carne e gado estão causando desmatamento – Quartzo


Os pesquisadores sabem há décadas que a agricultura de matéria-prima está causando o desmatamento. Mas um novo estudo da organização sem fins lucrativos World Resources Institute (WRI) coloca um ponto muito mais preciso sobre como isso é dominado por apenas um produto: carne bovina.

O WRI analisou imagens de satélite globais entre 2000 e 2015. Ele descobriu que sete commodities representavam 72 milhões de hectares de floresta perdida, uma área duas vezes maior que a Alemanha. Desse montante, o gado é responsável por 16% da perda total da cobertura florestal, ou 45,1 milhões de hectares, uma área aproximadamente igual à da Suécia. É seguido pelo óleo de palma (10,5 milhões de hectares) e soja (7,9 milhões de hectares). Juntas, essas sete commodities foram responsáveis ​​por 57% de todo o desmatamento agrícola.

Muitas dessas perdas estão concentradas nos trópicos. Na Ásia e na África, o óleo de palma e o chocolate foram os principais responsáveis ​​pelo desmatamento. Na América do Sul, o gado e a soja foram os principais culpados, principalmente na Amazônia brasileira, uma das maiores florestas naturais que ainda existem no planeta. O desmatamento atingiu o pico em 12 anos depois que o presidente Jair Bolsonaro relaxou a aplicação das leis ambientais.

IRG

Perda global de floresta devido ao pastoreio de gado 2001-2015

Mas há algumas boas notícias para as florestas: a taxa de perdas diminuiu para a produção de óleo de palma e soja a partir dos picos registrados em meados dos anos 2000. Isso graças aos preços mais baixos das commodities, políticas nacionais mais rígidas contra o desmatamento e esforços corporativos para limpar cadeias de abastecimento, diz WRI.

No entanto, até agora essas medidas estão se mostrando difíceis de aplicar à pecuária no Brasil, diz Rachael Garrett, professora de política ambiental da ETH Zurich, uma universidade de pesquisa na Suíça. A floresta desmatada para a pecuária é mantida até que o valor da terra aumente, antes de ser vendida aos produtores de soja. O gado é facilmente movido para esconder sua conexão com o desmatamento ilegal. Como apenas um quarto da carne bovina do país é exportada, o setor está isolado da pressão internacional.

“As empresas que compram carne bovina e couro estão muito atrás de outras empresas em seus compromissos para eliminar o desmatamento em suas cadeias de abastecimento”, escreveu Garrett por e-mail, “e muito atrás de outros setores na implementação. Efetivos de seus compromissos”.

Mas o ambiente internacional está mudando. Quase 500 grandes varejistas, comerciantes e processadores de alimentos em todo o mundo adotaram políticas de cadeia de abastecimento para ajudar os agricultores a cultivar alimentos sem cortar florestas. Mais da metade dessas iniciativas, Garret descobriu em sua nova pesquisa publicada em Cartas de investigação ambiental, conseguiu travar o desmatamento e melhorar os meios de subsistência.



Fonte da Matéria

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar