Tecnologia

Um serviço de nuvem pública foi classificado entre os supercomputadores mais poderosos pela primeira vez



Na conferência SC19 do ano passado, o Microsoft Azure revelou seu HBv2 máquina virtual aglomerados com a ousada afirmação de que “rivalizam com os supercomputadores mais avançados do planeta”.

Apenas um ano depois, no evento virtual Supercomputing 2020 (SC20), a gigante do software revelou que seu público Computação em Nuvem service juntou-se às fileiras dos supercomputadores de dados intensivos mais poderosos do mundo, ocupando o 17º lugar na prestigiosa lista Graph500. De acordo com a Microsoft, esta é a primeira vez que uma nuvem pública foi colocada no Graph500, e com as VMs HBv2 da empresa gerando 1.151 GTEPs (Giga-Traversed Edges Per Second), a localização do Azure na lista está entre seis Porcentagem mais alta de todos os tempos para envios publicados.



Source link

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar