Cidadania

TLcom e Partech lideram rodada de US$ 30 milhões em Vendease com sede na Nigéria — Quartz Africa

Uma cena a ser observada para um burburinho crescente no negócio de restaurantes em Lagos é em Ikota, a poucos quilômetros de distância, na área relativamente exclusiva de Lekki da cidade insular. Uma vez dominado pela cadeia de fast food nigeriana Mega Chicken, o bairro recebe os nomes familiares Domino’s e The Place, com o Blackbell em rápido crescimento quase concluído. A FilmHouse, a maior cadeia de cinema da Nigéria, está se instalando no mesmo raio de cem metros.

As marcas nesses grupos de restaurantes querem aproveitar o tráfego pesado de pedestres e veículos e recuperar os 5 trilhões de nairas (US$ 12 bilhões) que os nigerianos gastam comendo fora. Os nigerianos gastam a maior parte do orçamento doméstico em refeições fora de casa, de acordo com dados de 2019 da agência de estatísticas.

Mas, além de vender comida, os restaurantes compartilham uma característica comum: problemas de compras e gestão de estoque. Atender a essa necessidade está a revelar-se uma oportunidade de negócio em si e a Vendease, uma startup fundada em 2020 para abordar estas questões, recebeu agora o investimento de dois dos maiores investidores tecnológicos de África, nomeadamente TLcom Capital e Partech Partners.

De um marketplace a um provedor direto

Depois de entrar na coorte de inverno do programa de aceleração da Y Combinator no ano passado, a Vendease levantou US$ 3,2 milhões em capital inicial para levar sua ideia ao mercado. Houve uma pequena reviravolta no caminho, mudando o foco de vincular restaurantes com produtores para agora ser um comprador atacadista (dos produtores) e fornecedor direto dos restaurantes.

É uma mudança para um modelo de negócios mais ativo, que requer armazenamento e atenção a requisitos sensíveis para armazenamento de alimentos. Isso torna a startup um dos muitos distribuidores dos quais os restaurantes podem comprar comida. No entanto, o uso de software para digitalizar o processo do restaurante parece atraente para os investidores.

Andreata Muforo, sócia da TLcom Capital, uma empresa de capital de risco pan-africana que foi uma das primeiras investidoras na Andela, citou “acessibilidade, conveniência e confiabilidade” como as razões de seu interesse na Vendease. Cyril Collon, sócio geral da Partech, diz que a startup tem “grande espaço para crescimento na Nigéria e além”.

Ambas as empresas lideraram uma rodada de ações de US$ 20 milhões na Vendease, de acordo com um comunicado. Um adicional de US$ 10 milhões foi levantado no mercado financeiro local. A startup está presente em oito cidades da Nigéria e Gana e diz que sua receita aumentou cinco vezes nos últimos 12 meses.

A ‘tecnologia do restaurante’ se tornará uma coisa?

Uma rodada de US$ 30 milhões para uma startup focada em restaurantes na África é incomum, pois a fintech domina os interesses dos investidores. Este ano, mais de um terço das startups que levantaram sua primeira rodada de um milhão de dólares estão em fintech.

Dito isto, Vendease e Orda, uma startup de processamento de pagamentos para restaurantes, apontam para um aparente reconhecimento de valor no setor de alimentos da Nigéria. A Orda levantou US$ 1,1 milhão no início do ano. Dois de seus investidores, Hustle Fund e Magic Fund, também são investidores da Vendease.

venda-se

Tunde Kara, cofundador e CEO da Vendease, segundo a partir da esquerda

Tudo isso vem em um ano que não tem sido tão favorável para o financiamento global de startups. Também se falou do fracasso da Kune, a startup queniana de entrega de alimentos ridicularizada pela arrogância de seu fundador há um ano. Nada disso está na mente do cofundador e CEO da Vendease, Tunde Kara, que acredita que sua empresa está se desenvolvendo para uma necessidade comum em toda a África.

“É mais do que apenas encomendar suprimentos, queremos transformar a maneira como toda a indústria funciona e remover os gargalos que impedem o crescimento de restaurantes e empresas de alimentos”, disse Kara.

Source link

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo