Cidadania

Startups nigerianas com culturas de trabalho abusivas foram notificadas

Olá leitores da Quartz Africa,

Funcionários de startups nigerianas tiveram um momento #MeToo na semana passada por causa de abuso no local de trabalho, depois que acusações foram levantadas contra Ebun Okubanjo, CEO de uma startup de gerenciamento de folha de pagamento com sede na Nigéria, em Lagos chamada Bento.

A matéria, publicada pelo site nigeriano TechCabal, retrata um governante que exerceu seu poder de emprego de forma absoluta e contundente. “No dia em que o encontrei para minha entrevista, ele me disse que podia ler a pobreza em meu rosto”, disse um ex-funcionário. A história tocou tanto que um feed do Twitter sobre o assunto durou quase oito horas com mais de 91.000 ouvintes de todo o mundo.

Leia o resto desta história em qz.com. Torne-se um membro para obter acesso ilimitado ao jornalismo Quartz.



Source link

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo