Cidadania

O racismo insidioso nos comerciais de TV de hoje


Durante a maior parte da história da televisão, os negros raramente se viam na tela, nem em programas, nem mesmo em comerciais. Jason Paul Chambers, professor associado de publicidade da Universidade de Illinois, ainda se lembra da surpresa que sentiu há mais de 20 anos quando, um dia, deitado no sofá e pulando o canal, topou com um anúncio da Lexus no qual um casal negro apareceu. . “Foi só na década de 1990 que entramos em coisas como usar afro-americanos para anunciar marcas de luxo”, diz ele.

A diversidade na propaganda na televisão melhorou nos anos subsequentes. Uma pesquisa recente do Instituto Geena Davis sobre Gênero na Mídia, por exemplo, descobriu que 38% dos personagens apresentados em anúncios no festival Cannes Lions 2019 eram pessoas de cor, em comparação com 26% em 2006, os primeiros dados disponíveis. Dezoito por cento dos personagens dos anúncios eram negros, e os personagens de cor eram tão prováveis ​​quanto os brancos de aparecer em papéis visuais e orais proeminentes.

Os anunciantes têm um forte incentivo financeiro para continuar investindo na diversidade: 62% dos consumidores dizem que a diversidade de uma marca ou a falta dela afeta sua percepção dela, de acordo com uma pesquisa da Adobe de 2019 com mais de 2.000 adultos nos EUA e no Reino Unido. E 34% dizem que pararam de apoiar uma marca porque não vêem sua própria identidade refletida em sua publicidade. A mesma pesquisa também descobriu que, apesar das mudanças radicais na indústria da publicidade na televisão, os comerciais na televisão aberta continuam a ter um grande impacto cultural: 43% dos consumidores dizem que vêem a maior diversidade nos anúncios rede de TV, em comparação com anúncios de mídia social. mídia (20%), cabo básico (16%) e transmissão (13%).

Leia o resto desta história em qz.com. Torne-se um membro para obter acesso ilimitado ao jornalismo Quartz.





Fonte da Matéria

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar