7 motivos para seu negócio ter um site

Apresentamos abaixo 7 vantagens que a internet pode propor-cionar para sua empresa, acompanhe:

#1  Fortalecimento da sua marca

Um site bem planejado e administrado proporciona uma imagem profissional para a sua empresa, transmite credibilidade e contribui para o fortalecimento da sua marca.

#2  Baixo investimento

Utilizar a Internet como meio de comunicaçao nao é custo e sim investimento. Os investimentos são baixos, se levado em consideração o alcance geográfico, tempo de exposição e flexibilidade na manutenção.

#3  Melhor relação custo x benefício

A Internet é uma mídia de excelente relação custo x benefício, se comparado com qualquer mídia convencional, como televisão, jornais e rádio.

#4  Tempo, conveniência e praticidade

Atualmente o recurso que mais falta ao visitante é tempo. Paga-se contas, cotação de preços, compras online e muito mais sem sair de casa!

#5  Fácil mensuração de resulttados

A Internet mede o número de acessos por dia, semana e mês, informa qual o horário
de maior tráfego, quanto tempo o visitante permaneceu nas páginas, número de visi-
tantes, em quais banners e links ele clicou. E muito mais…

#6  Presença global

Novos mercados podem ser explorados a um custo baixo, sem necessidade de investir em novos escritórios. Seus produtos passam a estar presentes em todo o país.

#7  Fácil disseminação de informações.

A informação publicada na internet tem reação instantânea no seu público, pois chega
a ela rapidamente, quase em “real time”.

Conheças nossos Clientes

O velho e bom e-mail marketing

e-Mail Marketing

O email marketing é uma ferramenta importantíssima para o empreendedor na geração de tráfego e, principalmente, no relacionamento com os clientes. Criar e enviar uma email newsletter pode alavancar o sucesso de um negócio na Internet.  As principais razões para  isso são:

Agilidade: O e-mail é uma ferramenta ágil tanto no envio quanto na resposta e avaliação do retorno. Um simples clique na tecle “send” do software dispara o envio de milhares de e-mails que em segundos estão na caixa postal do destinatário. A resposta ao email marketing normalmente é imediata através da ação desejada ou simplesmente da confirmação de recebimento.

Mensurabilidade: É muito fácil medir o retorno do email marketing.  As estatísticas de seu site vão lhe indicar: quantas pessoas receberam, quantas clicaram em um link, visitaram o site, compraram; quantas não desejam mais receber sua comunicação e solicitam a exclusão da lista, e diversas outras informações.

Interatividade:  Um simples link no e-mail possibilita ao destinatário realizar uma ação como retornar uma resposta, visitar um site ou solicitar a sua exclusão da lista.

Alta Taxa de Resposta: Campanhas de email marketing sérias, com comunicação enviada para destinatários que autorizaram o recebimento (opt-in) tem altíssimos índices de retorno.

Postman rivalery - Mail delivery

e-Mail Marketing x SPAM

SPAM é o nome dado a prática, infelizmente muito comum, de se fazer email marketing junto a destinatários que não autorizaram o recebimento de emails. O  spam é o mal uso do email marketing. Sem falar nas considerações éticas que por si só já justificariam a não utilização do spam, existem razões comerciais bem objetivas para que você fique longe disso. O retorno é baixíssimo; para cada pessoa que ler seu e-mail, você terá duzentas pessoas zangadas com a sua empresa, além do risco de  ser barrado dos principais provedores e ter seu site tirado do ar. Enfim, não se iluda com o baixo preço dos e-mails, o custo do email marketing através de Spam, acabará sendo muitas vezes maior do que o eventual benefício.

e-Mail Marketing que funciona – Opt-in

Opt-in é o processo no qual as pessoas consentem em receber sua comunicação e fornecem o seu endereço de e-mail. A diferença é fundamental, você está se dirigindo à pessoas que aceitam ouvir o que você tem a dizer e que, além disso, sabem que a qualquer momento podem fechar o canal de comunicação com um simples clique (opt-out). eMail Marketing

Newsletter: a principal ferramenta do e-Mail Marketing

Uma email newsletter é um boletim periódico enviado regularmente aos seus clientes e visitantes, através do email. O objetivo da newsletter é manter o nome de sua empresa vivo na mente do cliente, além de apontar sempre o caminho para o seu site. Mas lembre-se, a newsletter só é eficaz se trouxer alguma utilidade para as destinatários tais como informações de valor e, eventualmente,  produtos em condições especiais.  A newsletter eCommerceNews, que aborda o assunto e-commerce e se aproxima dos 100 mil leitores é um exemplo de newsletter de sucesso. Você pode aprender muito sobre email marketing e a montagem de uma newsletter com o ebook EMAIL MARKETING EFICAZ , disponível com um clique na imagem ao lado. Veja também solução para implantação de newsletter em: criar uma newsletter

ETAPAS NA IMPLANTAÇÃO DO E-MAIL MARKETING

Você pode optar por terceirizar o programa de email marketing, o que eliminaria muitas das etapas seguintes, porém levando-se em consideração os custos e o fato que os seus clientes são o seu patrimônio mais importante, provavelmente  você desejará ter o controle total do processo. Para isso, as principais etapas são:

Montar a infra-estrutura.  Criar formulários de entrada de dados no site para cadastrar os endereços de e-mail fornecidos, preparar produtos ou benefícios como estímulo para seus visitantes deixarem o endereço e, o mais importante, adquirir um bom email software.
 Montar as listas de emails.  Nos Estados Unidos, são comuns empresas que fornecem listas de email opt-in. No Brasil também existem, mas não são tão comuns e você dificilmente saberá se realmente  trata-se de uma lista autorizada. Nossa recomendação é que você construa o seu próprio mailing, com os endereços de seus clientes e visitantes dos site. Anúncios em alguma newsletter com público semelhante ao seu, são uma boa forma de trazer visitantes que podem também se cadastrar em seu site.
 Adquirir/Utilizar software de envio. Esse é um aspecto muito importante com o qual você não deve se descuidar e você tem a alternativa de comprar o software ou utilizar um software de empresa especializada. Para  enviar um email, ou uma dúzia, qualquer programa de correio dá conta do recado, mas a medida que sua base de dados  vai crescendo, e isso deverá ocorrer, começa a ser imprescindível um bom software. Ele deve ser capaz de enviar rapidamente milhares de e-mails sem dificuldade, possibilitar a manutenção dos dados sem grandes dificuldades, a inclusão e exclusão automática de assinantes da lista, além de um suporte confiável e atualizações  freqüentes.  Nossa recomendação aqui é: não hesite em investir algum dinheiro em software ou serviços de email marketing, pois isso vai lhe possibilitar um gerenciamento eficiente do programa e lhe poupar muita dor de cabeça e riscos desnecessários.  No final dessa página você encontra indicação de um produto e também de uma empresa que oferece solução terceirizada de email marketing
 Criar conteúdo de qualidade. Você pode utilizar sua base de dados para se manter em contato com seus clientes comunicando promoções e lançamentos de produtos ocasionais ou então,  enviar uma “newsletter” periódica, com informações de interesse em sua área de atuação. Particularmente no caso da email newsletter, é importante se preocupar com a qualidade da informação. Procure fornecer conteúdo que de alguma forma possa gerar valor para o destinatário. Algumas empresas oferecem newsletter templatesgratuitos que facilitam a montagem da newsletter.
 Fazer acompanhamento do email-marketing.  É fundamental fazer uma avaliação constante de seu programa de email marketing, acompanhar o crescimento de sua lista de e-mails e o retorno em termos de vendas. Não se esqueça de ouvir seus clientes e assinantes. Afinal, eles são a razão da existência de sua empresa.

Aplicativos para conectar seu site ao facebook

Como conectar os usuários do Facebook no seu site.

Todo mundo já reconhece (ou deveria) a importância que as redes sociais possuem hoje em dia, é difícil conhecer alguém que use a Internet e não tenha uma conta em alguma rede social. Pelo contrário, muitos “entram” na Internet apenas para usar as redes sociais.

Dentre as redes sociais que se destacam hoje temos o Facebook, que foi lançado em 2004 e que desde que chegou ao Brasil ganhou muitos usuários novos.

O Facebook tem uma Api para desenvolvedores muito bem documentada e foi nela que aprendi a como conectar os usuários do Facebook no meu site.

O primeiro para obter os dados do usuário é você criar uma nova aplicação do site de desenvolvimento do Facebook.

http://www.facebook.com/developers/

 

Captura_de_tela-1

Na criação do seu aplicativo você vai digitar o nome do seu aplicativo e concordar com os termos do Facebook, depois disso você verá a tela inicial do seu aplicativo com informações importantes como o id do aplicativo e a chave da api .

Captura_de_tela-2

No próximo passo você vai clicar no link “Editar Configurações”, nele vai ter várias áreas para configurar o aplicativo, mas você irá para o link  “Website” e coloque o endereço do seu site em “Site URL”.

Pronto você já criou um aplicativo no Facebook direcionando para seu site. Agora vamos fazer nossa aplicação no site receber os dados do usuário.

Primeiro crie uma página com o nome loginFacebook.html e coloque o código:

<fb:login-button></fb:login-button>
<div id="fb-root"></div>
<script src="https://connect.facebook.net/en_US/all.js"></script>
<script>
  FB.init({appId: 'your app id', status: true, cookie: true, xfbml: true});
  FB.Event.subscribe('auth.sessionChange', function(response) {
    if (response.session) {
      // A user has logged in, and a new cookie has been saved
    } else {
      // The user has logged out, and the cookie has been cleared
    }
  });
</script>

Não esqueça de trocar a parte your app id pelo id da sua aplicação. Feito isso o código deve renderizar um botão feito esse: login-button

Agora vamos acrescentar o código php responsável por pegar o cookie que trará dados do usuário como o access_token e o uid:

<?php

define('FACEBOOK_APP_ID', 'your application id');
define('FACEBOOK_SECRET', 'your application secret');

function get_facebook_cookie($app_id, $application_secret) {
  $args = array();
  parse_str(trim($_COOKIE['fbs_' . $app_id], '\\"'), $args);
  ksort($args);
  $payload = '';
  foreach ($args as $key => $value) {
    if ($key != 'sig') {
      $payload .= $key . '=' . $value;
    }
  }
  if (md5($payload . $application_secret) != $args['sig']) {
    return null;
  }
  return $args;
}

$cookie = get_facebook_cookie(FACEBOOK_APP_ID, FACEBOOK_SECRET);

?>
<!DOCTYPE html>
<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml"
      xmlns:fb="http://www.facebook.com/2008/fbml">
  <body>
    <?php if ($cookie) { ?>
      Your user ID is <?= $cookie['uid'] ?>
    <?php } else { ?>
      <fb:login-button></fb:login-button>
    <?php } ?>

    <div id="fb-root"></div>
    <script src="https://connect.facebook.net/en_US/all.js"></script>
    <script>
      FB.init({appId: '<?= FACEBOOK_APP_ID ?>', status: true,
               cookie: true, xfbml: true});
      FB.Event.subscribe('auth.login', function(response) {
        window.location.reload();
      });
    </script>
  </body>
</html>

Agora com os dados do cookie você pode pegar os dados do usuário com o seguinte código:

$user = json_decode(file_get_contents('https://graph.facebook.com/me?access_token='
.$cookie['access_token']))->id;

Pronto, agora você pode tratar essas informações da maneira que desejar no seu aplicativo.

Uma dica, se quiser pegar informações como email, data de aniversário e etc, você terá que passar como parâmetro na tag . Exemplo:

<fb:login-button perms="email,user_birthday"></fb:login-button>

Como funciona o Google adwords

O que é Google AdWords?

- Se você já fez uma pesquisa sobre métodos para se divulgar um website na internet, é provável que tenha ouvido falar sobre o Google AdWords. Este é o serviço de Links Patrocinados do Google, criado no intuito de disponibilizar um valioso espaço nas páginas do site de buscas para anunciantes que desejam exibir seus produtos e serviços para bilhões de internautas.

- O Google foi criado em 1998, e apenas três anos mais tarde, já havia se tornado referência mundial como mecanismo de busca na internet. Seus fundadores precisavam, de alguma forma, adquirir rentabilidade sobre o expressivo tráfego que ali se formava, e viram a possibilidade para isto no sistema do site GoTo.com, que era nada mais que o embrião dos Links Patrocinados.

- O Google AdWords é  mais conhecido e difundido na internet, pela obviedade de seu site hospedeiro ser o número 1 em acessos na rede mundial. Entretanto, seu sucesso não se baseia exclusivamente neste vínculo. Desde o seu surgimento, essa ferramenta passou por inúmeras melhorias, relacionadas principalmente com seu motor interno, no intento de tornar as buscas mais segmentadas. Este aperfeiçoamento proporciona ao anunciante maior vantagem competitiva, uma vez que o sistema identifica e relaciona a busca do internauta por palavra-chave, perfil e localização geográfica. Vantagem também para os usuários, que obtêm respostas mais precisas, poupando-lhes tempo. Este tipo de experiência positiva é um motor impulsor do Google AdWords.

 Anunciantes que possuem um baixo orçamento disponível para publicidade, contemplam no Google AdWords a oportunidade ideal para divulgar seus produtos e serviços. Nos Links Patrocinados é possível determinar quanto você está disposto a gastar por dia, sem a existência de um compromisso com gasto mínimo. Este sistema é baseado principalmente no chamado CPC (Custo Por Clique). O CPC permite ao anunciante pagar uma determinada importância, somente quando o usuário clica em seu anúncio. Provavelmente esta é a maneira mais justa de se fazer publicidade – especialmente pelo fato do usuário que realizou a pesquisa e clicou no anúncio já estar inclinado à compra.

- Fazer sua empresa aparecer no Google é mais fácil do que você imagina. O primeiro passo é aprender como o Google funciona.

- Quando você utiliza o Google e insere uma consulta de pesquisa por uma palavra ou frase você rapidamente é encaminhado para uma página de resultados desta consulta. No lado esquerdo desta página estão os resultados de pesquisa naturais, que são apresentados e ordenados com base num processo de analise complexo e automatizado que se baseia num nível de relevância dos sites associados a sua pesquisa. Não é possível influenciar diretamente esses resultados. No entanto também existem blocos de textos que o conteúdo pode de fato influenciar, estes são os Links Patrocinados, que aparecem no lado direto da pagina de resultados e em alguns casos no topo. Quando um usuário do Google fizer uma pesquisa relacionada com o seu negocio você poderá garantir que um link para o seu site apareça com os resultados dessa pesquisa e poderá escolher quando e onde o seu anúncio deve ser apresentado.

- Começar a anunciar é muito mais fácil do que você imagina:

– Primeiro defina os clientes potenciais que você gostaria de vissem os seus anúncios, escolha o respectivo idioma e também a sua localização, por país, região ou mesmo cidades. Se por exemplo seu negócio está localizado em Diadema, poderá optar por apresentar o seu anúncio apenas a pessoas da grande São Paulo. Por outro lado, se seu negócio não estiver associado a nenhuma localização específica o seu anúncio poderá aparecer em todo país ou mesmo em uma seleção de países a sua escolha.

- Em seguida escreva um anúncio apresentando seu negócio. A estrutura do anúncio consiste num título seguido de duas linhas descritivas dos seus produtos ou serviços e termina com o endereço do seu website.

- Depois escolha os termos que, quando inseridos no campo de pesquisa do Google, deverão ativar a apresentação do seu anúncio – estes termos são chamados de palavra-chave. Você deverá escolher aquelas que espera que os seus clientes utilizem quando procuram algo relacionado com o tipo de serviço ou produto que sua empresa disponibiliza. Se for uma floricultura, por exemplo, poderá começar a sua lista de palavras-chave com “entrega de flores”. Quanto mais precisas forem as suas palavras-chave maior a probabilidade de impactar as pessoas que procuram exatamente aquilo que sua empresa disponibiliza.

- Por fim escolha o máximo que esta disposto a pagar por um clique no seu anúncio e o orçamento total que pretende gastar por dia.

- Um dos principais aspectos do AdWords é que quando alguém pesquisa uma das palavras-chave que você escolheu e o seu anúncio aparece Google não há nenhum custo. Só há custo quando o usuário clica no link para o seu website. Deste modo você tem total controle de todos os aspectos financeiro da sua campanha.

- A posição do link patrocinado na lista é parcialmente determinada pelo valor que você decidir pagar para cada clique. No entanto também é determinada pela relevância do seu anúncio em relação à pesquisa. Assim quando mais segmentado o seu anúncio e sua lista de palavra-chave menos dinheiro terá de investira para garantir a apresentação do seu anúncio.

- Ao utilizar o Google AdWords você anuncia o seu negócio, mas de forma bem distinta da publicidade tradicional.

- O AdWords é diferente da publicidade tradicional por que escolhe exatamente onde e quando os seus anúncios são apresentados, assim apenas as pessoas que realmente estão à procura de algo que sua empresa disponibiliza virão a sua publicidade, e você só paga por isso quando estas pessoas clicarem nele.

- Você pode alterar os seus anúncios sempre que quiser – e ativar ou desativar suas campanhas sempre que achar conveniente.

- Como o preço é baseado num preço de leilão, você começa a receber potenciais clientes no seu website por apenas alguns centavos por clique.

- Finalmente não existe um gasto mínimo e você tem total controle do seu investimento, fica sempre sabendo quanto pagou pelos seus visitantes e pode alterar o orçamento diário como quiser. Desta forma aparecer no Google está ao alcance de qualquer pessoa ou empresa.

- Está pronto para ser encontrado no Google?

- Crie seu anúncio agora!

[button style=”red” url=”http://cliquesim.com/contato/” size=”” block=”false” target=”_self”] Entre em Contato[/button]

Por que seu negócio não pode ficar fora do google +?

A importância do Google Plus

O Google Plus é a segunda maior rede social do mundo em número de usuários, passando o Twitter. Em dezembro de 2012, contava com mais de 350 milhões de usuários, dos quais 235 milhões eram ativos dentro do período de um mês.

O curioso é que o Google não vê o Plus como uma rede social no sentido mais conhecido, mas como uma das etapas de uma proposta maior. Isso pode ser melhor entendido quando vemos que é usado para melhores resultados na sua ferramenta de busca, ou em sugestões mais personalizadas em anúncios, por exemplo.

Já uso o Plus há bastante tempo, mas admito que no início não tinha muita coisa. Porém, hoje tem bastante coisa acontecendo lá, principalmente depois da sua atualização há algumas semanas. Se quiser me adicionar no Google Plus.

No último evento I/O do Google, onde são apresentadas as novidades e algumas coisas que estão sendo desenvolvidas pela empresa, o Google Plus ganhou uma repaginada bem forte no seu visual, tornando-o muito mais agradável pra navegar a consumir o conteúdo. Isso fez com que desse um impulso à popularidade. Pelo menos eu tenho percebido que vários amigos e conhecidos estão começando a utilizar com maior frequência.

Mas quais seriam as vantagens e a importância dele?

a importancia do google plus

O aumento da relevância nas buscas

Criar uma página no Plus para a sua empresa é muito importante. Isso porque ela ajuda no ranqueamento do seu site nos resultados do Google. enquanto o Facebook ainda trava algumas das informações para o Google, esse navega tranquilo pelo Plus.

Mas não pense que é concorrência desleal: um perfil padrão no Plus costuma ter muito mais espaço para conteúdo do que no Facebook. Para o SEO, quanto mais conteúdo, melhor.

Então tenha certeza: se você quer melhorar o desempenho do seu site no ranking do Google, tenha uma página ativa na sua rede social.

Muitos profissionais de web 

Isso faz com que diversos formadores de opinião estejam gerando conteúdo nessa rede, e o principal: como sabe que a maior parte dos seus seguidores é de um pessoal mais entendido com tecnologia, os posts costumam ser mais trabalhados, com melhores análises nos comentários.

Isso faz com que a rede, mesmo que não tenha tanta vida ativa quanto o Facebook, os posts tendem a ter muito mais qualidade, até mesmo a participação pelos comentários são melhores, com argumentos mais desenvolvidos e elaborados.

Google Autor 

Um dos fatores que teve uma mudança muito clara para todos que utilizam o Google é a presença de uma foto com o avatar do escritor ou responsável por aquela página nos resultados do Google. Aqui no exemplo abaixo, é o resultado para “o que é landing page”, no Google. Ele exibe quem é o autor, porque eu vinculei meu perfil do Plus ao artigo.

Reprodução

Isso é muito fácil fazer, basta você indicar no seu artigo qual é o seu perfil no Google Plus, e do Google Plus você indica pra qual site você escreve. Dessa forma ele consegue fazer a verificação. Veja aqui nesta ajuda do Google, como configurar seu Google Autor.

A vantagem dessa visualização do avatar do autor ao lado do seu conteúdo é o aumento na taxa de cliques, pois ela chama muito mais atenção do que um resultado comum. Uma imagem ajuda muito em atrair os olhos do usuário. Outro ponto que ajuda é se você já é uma autoridade na sua área. Com certeza uma foto sua ao lado do link irá significar muito para pessoas que te reconhecem como uma autoridade, provavelmente fazendo-as ir visitar o seu site.

Alguns testes indicam cerca de uma taxa média de crescimento de 30% na taxa de cliques. Ou seja, uma maneira muito fácil de aumentar seus acessos, que demanda pouco esforço, e ainda ajuda no branding!

Configure isso agora, pois é indispensável!

A importância das Heading Tags

As tags heading (h1 – h6) foram criadas com o intuito de marcar pontos em destaque no seu conteúdo, mas nem sempre elas são usadas de forma adequada para fornecer ao usuário uma boa experiência na leitura.

Os mecanismos de busca definiram que as tags heading possuem um grau de importância no rankeamento, obedecendo a mesma filosofia que nós usamos, na leitura dos subtítulos de um texto por exemplo. Com este “peso” dado as tags heading, um profissional de SEO precisa saber como utilizá-las de forma clara e efetiva.

Como Usar

  1. A tag <h1> deve um resumo do que o usuário vai encontrar no texto;
  2. A tag <h2> deve abordar um conteúdo sub-seqüente do conteúdo da página;
  3. As demais tags obedecem a mesma filosofia.

É importante fixar que cada página deve conter um, e apenas um <h1> e também temos que lembrar que o Webmaster não pode de maneira alguma quebrar a hierarquia de “heading tags”, ou seja, depois de um <h1> implementa-se um <h2> e assim por diante, como no exemplo abaixo:

H1

  • H2
  • H2
    • H3
      • H4
      • H4
    • H3
  • H2

Exemplo Prático

Suponha que você deseja fazer um site de vendas de carros chamado de carros.com.

<H1>A maior lista de carros novos, semi-novos e usados da internet </H1>

Observe no exemplo de H1 acima que foram utilizados algumas possíveis keywords do site e o texto está escrito de forma que o usuário consiga entender.

<H2>Venda de Carros da Marca FIAT</H2>

Já no texto do H2 temos algo mais especifico, ou seja é uma subseção do H1, e novamente colocamos algumas keywords do site no H2, isso ajuda e muito os motores de busca e o usuário a acharem o que eles precisam no site

<H3> Venda de Carros Fiat Punto </H3>

Assim como no H2, o H3 tem que ser um complemento do H# superior. E essa regra deve ser seguida até a tag H6.

O Poder das “Headling Tags”

O que acontece normalmente é que os Webmasters focam tanto importância ao H1 que se esquecem do poder que as tags H2, H3… H6 possuem. Vários testes recentes mostram que as tags H2 estão ganhando força no Google e assim vários websites estão perderndo uma grande oportunidade de atrair mais visitantes.

Ferramentas

Existem várias ferramentas na internet que auxiliam o Webmaster para validar se as tags heading estão corretas, mas a que destaco é o plugin Web Developer para o Firefox.

Com ele podemos verificar quais heading estão faltando, se eles estão preenchidos corretamente e outros dados.

Bem simples não? Espero que tenham gostado desta dica.

Até a próxima!