Cidadania

A crise global de reciclagem está envolvida em plástico – quartzo


Judith Enck trabalha nos bastidores em plástico há décadas. Em 2009, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou o administrador do Enck da região 2 da EPA, que abrange Nova Jersey, Nova York, Porto Rico, Ilhas Virgens Americanas e oito nações indianas. Ele ocupou o cargo até a posse do presidente Donald Trump em 2017. Antes disso, Enck era vice-secretário de meio ambiente do governador de Nova York e, antes disso, aconselha o procurador-geral do estado de Nova York. Enquanto estava em licença de maternidade de seu trabalho no final dos anos 80, ela conseguiu projetar seu próprio programa de reciclagem para a pequena cidade de Nova York. Em cada etapa de sua carreira, ele observava o desperdício de plástico crescer de um gotejamento para uma inundação, e os governos não promulgaram leis significativas para resolver o problema.

Agora, ela está trabalhando para mudar essa situação, desta vez, de fora do governo. Em janeiro, Enck lançou um projeto no Bennington College, em Vermont, onde agora é a principal investigadora, com o objetivo de promover mudanças legislativas que possam acabar com a crise global da poluição por plásticos. O projeto, chamado Beyond Plastics, trabalha com governos locais que buscam proibir as maiores fontes de poluição por plástico de uso único ou elaboram políticas melhores para lidar com isso. Enck passa grande parte do tempo tentando explicar aos funcionários do governo que a reciclagem, apesar do que todos nos levaram a acreditar, não é a solução para o problema do plástico.




Fonte da Matéria

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar